segunda-feira, 9 de maio de 2011

Uma certeza e vários "talvez".


Ela era alguém que caminhava sozinha pelas ruas às seis da manhã. Alguém que vive a música e ama com intensidade. Ela é alguém que viu amores perdidos, sonhos esquecidos e refez os planos milhares de vezes. Era simples esconder uma lágrima com um sorriso, era a forma sutil de dizer que estava tudo bem e continuar seguindo, porque mesmo de asas quebradas precisava continuar voando.
Talvez ninguém tenha a conhecido de verdade, porque seu coração é uma caixa de segredos que pulsa seguindo as batidas da música. Talvez um dia ela te surpreenda nessa longa jornada, mas por enquanto, continua caminhando.