terça-feira, 8 de outubro de 2013

You found me - The Fray

Ela acodou naquela madrugada, puxou o celular e viu que marcava 4:42 da manhã. Era cedo. Havia sonhado com ele, outra vez. No sonho ele dizia: "Eu não te ligava porque havia desativado essa linha. Agora reativei. Fica tranquila, amor, tudo está bem." Ao despertar, tentou ligar. Era mentira. A operadora do celular continuava dizendo que o número já não existia. Checou os e-mails esperando que ele tivesse respondido algo, mas nada também. Sentou-se na cama, aumentou o volume da música com os fones no ouvido. Talvez ele tivesse voltado pra Itália. Ou talvez estivesse casado, talvez só não a quisesse mais. Talvez ele fosse voltar logo, ou talvez tudo tivesse de fato chegado ao fim... Era só seu cérebro criando justificativas, tentando driblar uma saudade infinita. Tentando curar o incurável.
Ouviu a música dele. Deixou algumas lágrimas caírem. Agarrou-se aos joehos. Ele havia ido embora para sempre e ela teria que superar isso, se seria capaz ou não, só o tempo poderia dizer. "Where are you when everything's falling apart?" ela encerrou a canção movendo os lábios silenciosamente.